Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Aquela Runner Obcecada

Aquela Runner Obcecada

nOT InstaRunner mas runner com alma

Olá, chamo-me Marco Coelho, tenho 39 anos e sou licenciado em Engenharia e Gestão Industrial. Trabalho numa empresa como orçamentista/ comercial, ao nível do mercado interno. Não tenho Instagram, mas tenho facebook.

https://www.facebook.com/marco.coelho.12

 

Quando começaste a correr e porquê?

Há cerca de 2 anos reencontrei um colega de liceu no ginásio. Já não nos víamos há quase 20 anos!

Começamos a treinar juntos, a relembrar memórias, até que fui desafiado a correr.

Reticente, porque não era bem a minha praia, acabei por ceder.

Todas as 4ªs feiras, lá estávamos junto ao Farol da Barra, para fazer o trajeto de ida e volta entre a Barra e a Costa Nova.

Chuva, vento, granizo, frio, nada era obstáculo. O flagelo começou a ser um prazer.

Mais tarde adicionámos um treino no canal de São Roque, depois a voltinha ao sábado com os Aveiro Night Runners…

Pode-se dizer que comecei a correr graças ao meu amigo Jorge Costa.

 

 

Quantas vezes corres por semana? Nº de quilometragem semanal.

Por motivos profissionais e familiares (tenho um bebé de 1 ano e meio) não treino tanto como gostaria.

Corro duas vezes por semana, num total de 20kms.

Aproveito o ginásio e acrescento 4kms, 2 vezes por semana em passadeira, que me custam horrores.

Entre o indoor e o outdoor é só fazer as contas J 

 

O que sentiste a nível de saúde com a corrida?

Recentemente na consulta de medicina no trabalho, a médica após ver os meus exames disse: “Nota-se mesmo que faz desporto!”.

Isto pura e simplesmente responde à pergunta.

Física e mentalmente é muito gratificante. Tudo funciona. Respira-se saúde.

Mesmo para os problemas que nos assolam no dia a dia, a corrida é um escape para os aliviar.

 

Sobre lesões a correr. Já tiveste? Quais e porquê?

Nada de relevante a assinalar.

Normalmente doem-me os joelhos, mas já me doíam antes de me iniciar no mundo das corridas.

Algumas vezes acabava a mancar, mas ultimamente com uns anti-inflamatórios, tenho conseguido aguentar mais ou menos bem.

Também não abuso nas distâncias, acho que o meu corpo está formatado para uma distância máxima de 10kms.

Ultimamente tenho pensado em fazer a meia do Douro Vinhateiro, vamos ver se não estrago a pintura.

 

O que pensas em complementar outros desportos com a corrida? (musculação natação, outros…)

Vou, ou pelo menos tento ir, 2 vezes por semana ao ginásio.

Faço musculação, cicling, mas adorava voltar a fazer bicicleta de estrada.

 

Costumas correr em provas? Porquê?

Claro que sim. É uma adrenalina incrível. É lá que vês a tua evolução, que ultrapassas os teus limites.

As sensações, os pensamentos que te passam pela cabeça (Mas ainda falta muito? Porque razão me sujeito a isto? Bolas, esta foi a mesmo a última, nunca mais. No trabalho, sofro menos e ainda me pagam).

Depois quando acaba já só pensas na próxima. É viciante!

 

 

 

Suplementação na corrida? Sim ou não. Diz a tua opinião.

 

Pessoalmente não consumo nada, contudo penso que quem queira ir um pouco mais além deve recorrer. Diria que é fundamental.  

 

O que é te faz calçar as sapatilhas e sair à rua para correr?

O dever cumprido. A sensação que não me acomodei e fui fazer algo saudável. Às vezes custa sair para correr, mas sei que quando terminar vou-me sentir muito melhor.

Corro por uma questão de saúde. Já pesei mais de 100kgs e não quero voltar a sentir-me assim.

Quero ter saúde para poder brincar com o meu filho.

 

Sentes que existe alguns preconceitos nas provas de atletismo quando comparamos mulheres e homens?

Não, não sinto e nem quero acreditar que isso seja verdade.

Posso-te dar um exemplo: de todas as pessoas contra quem corro, a Carla Martinho é aquela que mais admiro enquanto atleta. Penso que muita gente comunga desta opinião.

 

A família e amigos apoiam-te na corrida? Se não esclarece porquê?

A família próxima, sem dúvida. 

A minha mulher, por exemplo, é quem me inscreve nas provas. Pode não fazer desporto, mas foi ela que, perante a minha quase ausência de tempo para treinar, me aconselhou a correr à noite. Inclusive foi à descoberta do percurso seguro. 

Sinto por parte da família um interesse muito saudável e um apoio incondicional.

Quanto aos amigos, os desportistas apoiam-me e os mais sedentários acham que enlouqueci.

 

Qual é o teu objectivo quando corres? (pode ser pessoal ou a nível de competição, superação etc…)

Melhorar. Tento sempre superar-me.

Eu sou o meu principal rival, os meus “derbys” são contra mim próprio.

A nível pessoal sei que me faz bem. Os problemas dissipam-se.

 

Se tivesses de dar 3 conselhos a quem quer começar a correr, quais seriam?

1 - Disfrutem da liberdade que é correr.

2 – Divirtam-se. Vão conhecer pessoas fantásticas (entrou tanta gente boa na minha vida…). Aproveitem!

3 - Não façam como eu e alonguem sempre no final. Eu acabo estafado, mas os entendidos dizem que não nos devemos estatelar imediatamente no chão…

 

E por fim,

 

Se tivesses de desistir de correr porque seria?

Só por uma questão de saúde.

Aquele diagnóstico médico que espero nunca ouvir.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D