Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aquela Runner Obcecada

Aquela Runner Obcecada

O limite do exagero, até onde vai uma rede social?

Bom dia,

 

Agora que estamos quase nas férias da Páscoa e tenho o trabalho em dia e mais um tempinho para dedicar a este cantinho, venho hoje falar de uma coisa que tem sido fulgrante os últimos meses e vou ser sincera, nua e crua porque eu sou assim e quem não gostar sabe o caminho da serventia.

 

Recentemente recebi várias mensagens (pessoas que não me conhecem pessoalmente) a dizer que estou magra. Ok. Eu já tinha percebido isso, não fosse eu ter consciência do meu corpo, mais de metade da roupa não me servir acrescido ao facto de que felizmente sou uma pessoa que tem espelhos em casa. No entanto, houve alguém que decidiu-se no direito de afirmar sem pó de dúvida que eu estava desnutrida e com claramente problemas hormonais ou então que os viria a ter...

Mas em que contexto vem esta conversa perguntam vocês?

 

Simples.

 

Nos últimos meses tenho assistido, essencialmente na rede Instagram um crescimento de páginas ditas "fitness", ou melhor, um crescimento de contas em que as principais preocupações é promover marca Y e promover alimentação X. Trocando por miúdos, de repente oda a gente tem uma visão sobre a alimentação e decide incutir nos outros aquilo que considera "cientificamente correcto", ou moralmente correcto... Quer isto dizer, se não comes frango e batata doce, arroz basmati e salada todos os dias já não és fit, se fazes uma cheat meal ao invés de comer um pedaço de chocolate todos os dias já não és flexível, se não és vegano porque não compras as mil barras das Iswari ou as paleo, ou as RAW  ou tudo o que valha, estás a destruir o planeta terra e a envenenar o teu corpo, se não fazes as panquecas da moda e preferes comer uma tosta mista perdes um seguidor ou dois porque não estás na moda, és só uma pessoa vulgar a comer uma coisa normal...

 

Acho que me fiz entender.

 

Existem inúmeras contas no IG, umas com mais seguidores outras com menos, mas o que é real e triste é como estas contas e quem as  gere luta uns contra os outros para afirmar a sua premissa, tanto que secalhar se esquecem um pouco da humildade que originalmente tinham antes de ter k follower's. Know What I mean? 

 

Por exemplo a dita cuja pessoa que me abordou não sei bem porquê e ironicamente ser alguém cujo peso é mais baixo que o meu, disse que eu estava desnutrida. Como é que alguém tira uma conclusão assim sem saber os meus hábitos e rotinas, sem saber quais os meus objectivos e conhecer o meu metabolismo? O que se passou foi uma invasão ao meu estilo de vida que é o meu, que é algo que eu não tento impor a ninguém, com a premissa de que deverias fazer assim porque eu é que sei. Não o disse directamente mas sente-se ali a vontade de moldar o cérebro e toldar aquela que é a sua premissa. Com muita pena minha acho que o número de pessoas que alcançamos e que nos agradecem acaba por nos subir à cabeça e essas pessoas que de repente tinham alguns seguidores mas que transmitiam uma determinada mensagem de repente surgem com milhares de seguidores e aí é que a coisa se torna exagerada, ou seja, de repente uma mensagem tão simples para a ser obrigatoriamente o correcto para todos e bora lá promover à força essa mesma mensagem criticando outros conceitos...

 

As redes sociais podem ser uma coisa muito boa como podem ser uma coisa muito má e na minha óptica de utilizadora acho que estes últimos meses é tudo uma panóplica de postagens ridículas e discussões e pragmáticas sem fundamento...

 

Vamos lá ver. Todos nós crescemos num seio familiar onde nos transmitiram valores e acrescendo também nos foi incutido, na maioria de nós a ter uma alimentação saudável, onde comesses tudo, vegetais, arroz, carne ou peixe e podias comer aquela sobremesa ao fim de semana... Pelo menos comigo foi assim.

Se eu já caí nesta rede do mundo "fitness"? Sim já e só me arrependo mas assim foi uma maneira de eu aprender que o ser humano não nasce para ter uma alimentação da moda em que a primorzia é comer esparguete proteico, pao proteico, pao sem gluten, leite sem lactose, em que deves fazer bolos fit e não bolos normais... Por amor de deus... Eu sempre comi uma fatia de bolo caseiro e nunca morri e se me perguntarem se como, claro que sim! 

 

Sim estou magra. Peso 48,5kg. Mas como várias vezes ao dia. Como aquilo que resulta comigo e que me sabe bem, pode ser o mesmo todos os dias, ninguém tem nada a ver com isso. Como todos os dias chocolate e não falo só do 80 %. Como de todo o tipo. Se houver um aniversário no tribunal não vou negar uma fatia de bolo porque eu treino todos os dias e não vou engordar por isso...

Como bolachas normais, como arroz, massa quando me apetece, como pão praticamente todos os dias, bebo leite vegetal simplesmente porque não digero a lactase do leite e fico mal disposta, como aveia normal ou com sabor, se me apetecer um panado de frango como pois. Who cares? O que diferencia neste caso, eu na minha conta não publico tudo o que como porque não tem qualquer sentido para mim. Porque raio vou postar sempre o que como? De vez em quando lá meto a minha sopa nos stories ou a minha panqueca e o incrível é que só o facto de publicar estas duas refeições as pessoas logo que institivamente mandam-me mensagem a adizer Miriam só comes duas vezes ao dia? Por isso é que estás tão magra. Gente!!! Eu se comesse duas vezes ao dia não conseguia fazer 1 km, quanto mais 17 ou 18...Tendo em consideração que eu trabalho de segunda a sexta e muitas vezes com carga horária superior a 8 horas. Já saí do tribunal às oito da noite e sim já fui treinar de seguida. Acham que não comeria?

 

É para perceber o impacto das redes sociais, nem tudo o que parece é! E cada vez mais me afasto desse tipo de páginas porque não aprendo nada senão somente vejo alguém com unhas e dentes de punho cerrado a dizer, faz isto! E pronto assim nascem vários tipos de rebanhos de ovelhas que simplesmente não tem uma cabeça para pensar, que fazem determinada coisa que secalhar não será o ideal para elas mas porque alguém lhe disse ou alguém publicou já é ideal...

 

Quando eu penso no Instagram, já não penso como uma rede social em que o objectivo inicial era colocar fotos... Assim de repente quando penso no instagram penso em 3 coisas: Cupões de desconto, dietas X,Y,O,M e falta de genuídade... 

Longe vai as postagens em que alguém publicava algo motivador, poucas são as contas com um texto diferenciador que realmente te inspira e que não tem necessariamente que te toldar o juízo, agora um texto vem acompanhado de marca suplemento tal, roupa marca tal...

 

Já há algum tempo em que queria espelhar a minha revolta... Porque não bastava me afastar como ter de ser perseguida... Deixei de seguir pessoas que eu achava que tinham discernimento para dizer algo até que percebi que era tudo para ter mais seguidores e que de facto aquela arrogância não era fingida era autêntica... É triste ver como as coisas evoluiram para o pior nestes últimos tempos. Num país em que os ordenados não são milionários uma simples conta pode te dizer para comprar um pão proteico ao invés de ires à padaria da terra e comprar um pão feito com água, farinha e fermento... Ou comprar esparguete proteico que custa um absurdo na vez de comprar um esparguete normal, ou comprar uma barra na vez de comprar um lanche ou comer uma fruta, comprar mil suplementos que te prometem fazer perder peso, que prometem aumentar a massa... Se fosse verdade tinhamos um país todo sarado não era? Não havia obesidade, só corpos bem esculpidos e trabalhados...

 

E pronto e basicamente o meu post de hoje em nada tem a ver com as corrridas porque hey, I Have a Life!!! Sim eu sou das pessoas que partilha os treinos, mas partilho às vezes o meu dia-a-dia de comum mortal. Porque eu não tenho necessidade de ser alguém que não sou, para que me daria ao trabalho de fingir algo que não sou e pior tentar converter em algo que é insustentável..?

 

Posto isto a lição que retiro deste apogeu do que é o Fitness, o culto do corpo etc etc, é que sejam mais autodidactas. Não digo para não deixarem de seguir contas, para não se sentirem identificados com algumas...Mas sejam fiéis a vocês próprios e perguntem, uma,duas as vezes quantas forem necessárias o que vos leva a ser assim e não de outra maneira e se de facto isso vos faz felizes. Porque acima de tudo, um equílibrio do corpo só se consegue com o equílibrio que começa na nossa sanidade mental e no nosso coração.

 

 

*****

 

 

Sejam felizes e por amor de Deus caguem nas receitas fit da Páscoa xD

 

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D