Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Aquela Runner Obcecada

Aquela Runner Obcecada

Voltei a meio gás

Quando criei o blogue era para ser uma espécie de diário de partilha de informações que pudessem ser úteis, da minha evolução na corrida, na vida profissional, sobre a minha "panca" com a anorexia e perdi um pouco por não vir aqui.

Hoje venho dar notícias, nem boas nem más.

 

Recorrentemente me perguntam várias pessoas :

"Miriam então as corridas" "Então atleta?" "Então como vai a nossa lebre?" ... 

Recorrentemente ouço sermões :

"Miriam tens imenso potencial se tivesses mais juizo podias fazer coisas incríveis." "Miriam andas lesionada mas fazes quase meias maratonas" "Miriam miriam o que andas tu a fazer a ti própria...

 

Abril e Lousã. O meu primeiro trail e último ditou a minha lesão até à data. Por teimosice minha continuei a ignorar as dores, continuei a treinar, quando na costa nova se deu o clique que algo não estava bem. 

Porém continuei a ignorar o facto de estar lesionada e continuei a treinar e a fazer provas a meio gás, sem saber ao certo o que tinha...

Estamos em Março e eu continuo lesionada... Já faz quase um ano que ando nesta vida, triste porque sei que a culpa é minha de não poder correr feliz como corria. 

No outro dia meti-me a ver fotos de coisas incriveis que fiz, de treinos que fiz... De pessoas que conheci... A corrida faz-me imenso bem e neste momento tenho feito de tudo para não voltar, não por não querer, simplesmente eu querer e não conseguir.

Muita coisa se tem passado na minha vida pessoal, tanto que a corrida acaba por ser o meu porto de refúgio, porém quando te prejudicas e atrasas o processo de recuperação é preciso parar para pensar.

Foto de Hernani Amaral.

Foto de Cesar Barros.

Graças a uma amiga minha, ela sabe quem é, menina fly, decidi marcar uma consulta no Porto para um ortopedista especializado. E ainda bem que o fiz. Pois antes de ir a qualquer consulta o meu médico colocou a opção de eu ser operada ao joelho. Nem sabem o que isso me fez sentir. Operação? Mais uma ? Este ano devo ser operada às costas (tirar o titânio), pensar que teria de ser operada ao joelho também era o complemento perfeito para viver um verdadeiro pesadelo.

 

Mas como existem bons profissionais, lá fui à consulta no Porto e excluiu-se de todo a operação ao joelho. Um salto de alegria foi dado nesse dia. Foi feito todo um inquérito sobre o meu historial de treinos e demais informações. 

Notas do ortopedista:

-Km a mais (pois semanalmente conseguia quase chegar aos 100 km, quando o ideal é nem ultrapassar os 30 km);

-evitar correr em subidas e mais que 10 km por dia;

-fazer ressonância com urgência

 

Conclusão final:

Posso correr? Posso condicionada. Tenho corrido menos e depois  quando corro faço logo 17 km. A partir de hoje vou começar a correr com cabeça porque tenho pensado imenso e prefiro correr menos do que não correr de todo. O meu foco principal é recuperar a velocidade, neste momento estou a correr a 5'minutos por km que para mim já é lento. O foco é tratar de fazer a ressonância o quão antes para poder decidir a minha vida.

O ortopedista desconfia que seja uma sinovite ou bursite, eu rezo que seja uma delas e não seja nada mais grave, mas tudo a seu tempo.

 

Sei que já fiz imensas promessas sobre a minha recuperação, mas desta vez tomei plena consciência de que desta vez tenho de cumprir. 

Deu-se o clique quando fui ver uma prova... Estar do lado de lá dos bastidores não é a minha onda, gosto de estar a competir e gosto de competir comigo. Não corro para ser campeã em nada, corro porque me faz imensamente feliz, porque faz de mim uma pessoa melhor e porque me faz crescer.

 

Destes meses para trás sei bem o quão irritei pessoas próximas de mim ao correr nas condições em que estava, tenho plena noção disso. Sei que no passado domingo fiz 18 km sem permissão para tal e sei os sermões que ouvi...

Foto de Meia Maratona de Ílhavo.

Portanto aqui a rapariga tem que atinar e vou fazer isso pelo meu bem estar.

 

Foto de António José Leite.

Para hoje está programado correr sozinha uns 5 ou 7 km. Irei continuar a treinar no ginásio como sempre. Basicamente estou a aprender novamente a correr. Sem dramas, sem pensar na velocidade e deixar fluir, assim como foi quando tive alta após a operação às costas.

 

 

E o meu conselho para hoje é:

 

Para quem treina e corre, se têm um problema de saúde que vos impossibilita de fazer o que mais gostam, procurem imediatamente ajuda, ou andam anos ou meses sem poder usufruir. De nada adianta fazer 30 por uma linha se não estamos bem. Aprendi da pior maneira de  que não adianta sermos mais teimosos que a própria vontade do corpo. O nosso corpo é só um e é quem nos move todos os dias. Se o tratarmos bem podemos fazer coisas incríveis, se não o tratamos bem não vai responder e um dia acaba por vos desiludir. 

 

 

E pronto por hoje foi isto :)

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D